Portugal é grande quando abre horizontes

03
Jan 17

A má notícia de hoje diz respeito aos juros da dívida pública portuguesa. Estão à beira dos 4%. É um valor que deveria começar a inquietar. Pelo menos, a dar que falar. Mas a verdade é que nesta altura do ano, as preocupações são outras.

Bom ano, com muita descontracção.                                                                          

publicado por victorangelo às 21:12
 O que é? |  O que é? | favorito

31
Jan 15

Acabo de ver a entrevista que o ministro das finanças grego deu à BBC ontem ao fim do dia, depois dos mal-entendidos durante a conferência de imprensa com o presidente do Eurogrupo. O ministro diz que, afinal, está disposto para discutir com a troika, mas não quer a continuação do programa actual. Declara, igualmente, que é a favor das privatizações, incluindo a do porto de Pireus. Mas terão que ser feitas de outro modo. E assim sucessivamente. A entrevista é como pôr água na fervura, uma tentativa de acalmar os ânimos.

Acho bem. Tem havido muito ruído à volta da Grécia. É altura de serenar e de pensar a sério nos problemas – imensos – que o novo governo terá que enfrentar. Sem tempo para grandes folgas, que a situação é urgente.

E do outro lado, no resto da Europa, convirá igualmente deixar correr a enxurrada. Nunca é bom intervir quando a torrente está no seu máximo. Só complica. Até porque este lado tem o tempo a seu favor. O que é, nestes dias que correm, um luxo.

publicado por victorangelo às 09:20
 O que é? |  O que é? | favorito

04
Abr 14

Portugal tem, neste momento, todas as condições para se poder financiar nos mercados de capitais a taxas de juro relativamente baixas. Com uma reserva de tesouraria de cerca de 16 mil milhões de euros, o que equivale a 10% do PIB, existe neste momento uma folga suficiente. Por outro lado, os mercados de capitais têm actualmente recursos excedentários que andam à procura de aplicações. A maior dificuldade reside no facto das agências de notação continuarem a classificar a dívida pública portuguesa a um nível bastante problemático, o que torna impossível a compra de papel do Estado português por parte dos melhores fundos de investimento. Infelizmente, o debate público sobre a dívida tem ignorado a importância da notação. Ora, é aí que há um enorme trabalho que tem que ser feito.

publicado por victorangelo às 21:30
 O que é? |  O que é? | favorito

14
Mar 14

O México emitiu esta semana dívida pública a 100 anos. Sim, com um prazo de 100 anos. Ou seja, pediu emprestados mil milhões de libras e durante uma eternidade só terá que pagar a taxa de juro, que neste caso foi fixada em 5,75%. Já havia feito o mesmo com obrigações de Estado em dólares americanos. Com um sucesso idêntico.

 

Aqui está uma maneira hábil de financiar o Estado, com base nos mercados internacionais, sem onerar em demasiado as finanças públicas. É uma espécie de “reestruturação” da dívida, mas que não precisa de dizer o seu nome.

publicado por victorangelo às 21:09
 O que é? |  O que é? | favorito

13
Set 13

Os juros a 10 anos chegaram hoje aos 7,235%.

 

Este é valor que Portugal terá que pagar, se for aos mercados neste momento. É uma mensagem forte sobre a falta de confiança da comunidade internacional na nossa capacidade em sair da crise financeira em que nos encontramos.

 

Diz-nos, também, que um segundo resgate, com condições duras, é, para já, considerado inevitável.

 

Junte-se a isto a posição do Eurogrupo e de Bruxelas. Ambos disseram claramente que a meta dos 4% para o défice das finanças públicas, em 2014, é para cumprir.

 

As indicações não podem ser mais claras. Do lado de fora, não haverá grandes folgas nem contemplações.

 

Este é, pois, um assunto de importância estratégica, que deveria estar no centro do debate nacional, na mira dos dirigentes políticos.

 

Mas, não está.

 

Uns fingem que não vêem. Outros, são de facto, tapados e não enxergam mesmo.

 

publicado por victorangelo às 15:43
 O que é? |  O que é? | favorito

04
Set 12

O jornal italiano Corriere de la Sera revela que a Itália comprou menos carros novos em Agosto. A quebra, que é de mais de 20% em comparação com o mesmo mês de 2011, confirmou uma tendência para a baixa que se iniciou há nove meses. Neste momento, vendem-se tantos veículos novos como se vendiam em 1964. 

 

Este é um indicador importante. Outro indicador mostra que os fundos e os investidores estrangeiros têm vindo a sair da dívida pública italiana. Hoje apenas 30% dessa dívida está em mãos estrangeiras. Só que 30% representam 492 mil milhões de euros, um montante astronómico. Se a dívida da Itália entrar em derrapagem, o impacto externo será, por isso, enorme. Mas será ainda maior para o povo italiano. O total da dívida pública do pais é agora estimado em 1 648 mil milhões de euros. Há, assim, muitas razões, milhares de milhões de razões, para que haja muita gente por essa UE fora profundamente preocupada. 

publicado por victorangelo às 23:26
 O que é? |  O que é? | favorito

04
Out 11

Várias empresas públicas estão com a corda na garganta, no que diz respeito ao pagamento de salários. Em Setembro, ainda conseguiram crédito junto dos bancos. Mas um ou outro banco já começou a dizer que não há dinheiro disponível para mais. Que é preciso cortar nas despesas e reestruturar as empresas em causa. A Carris de Lisboa é um dos exemplos. 

 

Por outro lado, fica-se com a impressão que muitos, aqui na nossa terra, ainda não entenderam a gravidade da situação económica do país. Tenho estado a pensar, por isso, que talvez o meu próximo texto para a Visão devesse dar exemplos de outras crises, que vi, noutros cantos do mundo, e das consequências que arrastaram consigo. Talvez uma crónica desse tipo ajude a perceber o efeito vórtex que uma situação como a actual encerra.

publicado por victorangelo às 23:03
 O que é? |  O que é? | favorito

06
Set 11

Em 2010, a comunidade internacional perdoou 90% da dívida soberana (pública) da República Democrática do Congo. A decisão foi tomada no quadro da Iniciativa sobre os Países Pobres Muito Endividados.

 

É bom saber isso. Sempre dará alguma luzinha de esperança a alguns.

publicado por victorangelo às 21:56
 O que é? |  O que é? | favorito

09
Jan 11

A pressão sobre Portugal vai ser enorme, na semana que entra. Não é preciso ser profeta para ver a enxurrada que por aí vem.

 

Os políticos europeus, nas grandes capitais e em Bruxelas, os meios de comunicação internacionais, as instituições financeiras, têm todos os olhos postos na bola de neve que é a dívida soberana de alguns Estados. A sua análise é simples: ou Portugal pede ajuda de emergência ou a questão entra em derrapagem e leva, para além do nosso país, a Espanha e outros para a crise. Arrastará também o euro. Aliás, a evolução da moeda única nestes últimos dias diz muita coisa sobre a tempestade que se aproxima.

 

Qual é a estratégia nacional de resposta a estas pressões?

publicado por victorangelo às 22:41
 O que é? |  O que é? | favorito

30
Out 10

 

Li o acordo entre o governo e o PSD sobre o Orçamento de Estado para 2011. É mais um desacordo que outra coisa.

 

O governo "é da opinião", diz o texto, assim mesmo, opinião, no que respeita às medidas anunciadas em Maio de 2010, "...que as implementou integralmente". O PSD, sobre o mesmo assunto, e cito o texto assinado por ambas as partes, "...exprimiu um entendimento diverso quanto à implementação das medidas do lado da despesa e fez uma avaliação muito crítica em relação à derrapagem muito significativa das contas públicas em 2010".

 

O resto tem um ou outro ponto concreto, sobre o IVA a 23%, e vários para serem estudados, mais tarde, provavelmente no dia de São Nunca. Tudo muito apressado, como para confirmar que este acordo é o que é, resultado de pressões externas aos dois signatários, um acordo em que se mexe com pinças e o nariz tapado.

 

Como é que se diz "du bout des lèvres", em terras lusas? Será, para Inglês ver?

publicado por victorangelo às 20:29
 O que é? |  O que é? | favorito

twitter
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

20

23
27
28

30


<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO