Portugal é grande quando abre horizontes

03
Jan 10

 

A minha fotografia à porta da tenda onde me albergo, quando estou em Birao, causou algum interesse entre os meus leitores. Por isso, publico hoje a vista completa da habitação, bem como o canto de alguma das necessidades.

 

 

 O canto chichi não é muito friendly para o sexo feminino. Vejam bem a fotografia que se segue. É um canto precioso, no entanto.

 

 

Fotos copyright V. Ângelo

 

publicado por victorangelo às 21:34

Sabe o que eu acho curioso na sua escrita? A simplicidade com que nos apresenta a nós leitores as coisas. O seu Birao palace é cinco estrelas. Aquele cantinho é... friendly.
Que a coragem seja uma constante na sua vida.
Bem-haja pelo muito que aprendemos consigo.
Silva a 3 de Janeiro de 2010 às 22:42

O meu amigo Silva considera aquele cantinho "friendly", mas experimente utilizá-lo se não tiver um tubinho pessoal a condizer...Precisará de muita ginástica e pontaria... Mas agrada-me muito receber os seus votos de coragem, não tenha dúvida alguma. Com amizade, VA
victorangelo a 4 de Janeiro de 2010 às 21:05

Como vivemos cheios de coisas desnecessárias.......Como é fácil"dar a volta " ás necessidades básicas..........Gostaria de ver "certas boas pessoas" que tanto fazem pelos mais desafortunados viverem assim uma semana.....Continua a fazer-nos ver o mundo desta maneira.... Obrigado, por sentirmos que alguém tem coragem de viver a vida a fazer realmente algo pelos outros. Um abraço.
maria gonçalves a 3 de Janeiro de 2010 às 22:44

Maria, olhe que dentro da tenda pode haver muito conforto...As aparências enganam...Mas, não, não há, é tudo muito básico, embora com internet e telefone, que o homem do Século XXI não pode viver sem estar conectado. Muito obrigado pela sua bondade, VA
victorangelo a 4 de Janeiro de 2010 às 21:08

Uma delícia...

:)

Aquela "coisa" verde é um funil ou um garrafão de plástico cortado ao meio?

De facto, por aqui, vive-se com artefactos a mais. Sem cair em exageros (leia-se voltar à Idade da Pedra) o Ocidente tem que aprender rapidamente a viver de forma mais comedida. Mas isso seria tema para uma longa conversa.

Susana Pedro a 3 de Janeiro de 2010 às 22:51

Garrafão, cara Amiga, um bidão de óleo para carros pesados. Um funil seria um luxo. Há que viver com alguma modéstia, nestas terras...Aliás, a base do bidão, o que sobra, serve para bebedouro de pássaros, que um homem não é de pau e precisa de alguns amigos alados à volta de casa. Só que não há conversa com esses amigos...Cordialmente, VA
victorangelo a 4 de Janeiro de 2010 às 21:12

É interessante ler este artigo sobre a Moradia de Victor Ângelo em Birao presente neste belo post ’ à luz da leitura atenta do documento HAUTS FONCTIONNAIRES DES NATIONS UNIES ET FONCTIONNAIRES DE RANG EQUIVALENT
in http :/ www.un.int protocol documents /ListofUNSeniorOfficials.pdf
Aí se pode ver o nome de 3 portugueses no capítulo sob o título Secrétaires généraux adjoints et fonctionnaires de rang équivalent pág 18), a saber, José Victor da Silva Angelo na pág 20, Antonio Guterres na pág 21 e Jorge Sampaio na pág 25.
Ficamos a saber das facilidades da vida de todos os dias, ano após ano, Natal e Ano bom incluído, do primeiro dos três.
Resta desejar que António Guterres em Genebra e Jorge Sampaio em Lisboa tenham melhores instalações.
Sinceramente, são disso merecedores.
E tê-las-ão.
É de confiar.
Moreira da Silva a 4 de Janeiro de 2010 às 12:37

Amigo Moreira da Silva, é verdade que somos três, os portugueses no topo da hierarquia. Um antigo Presidente da República, que tem um função meramente honorífica na ONU, um antigo PM, que chefia a organização dos refugiados, e este seu escriba, que vem do zero e foi por aí acima, a subir uma corda de sebo, que faz escorregar a maioria dos que tentam. Sabe, para quem vem de um país insignificante, a subida da corda é ainda mais difícil. É preciso ter umas unhas muito afiadas. Quando se chega ao topo, merece-se o título de sobrevivente. É o que eu sou. E uma estátua de gelo num sítio quente, que tudo é Sol de pouca dura. Agradeço sempre e muito os seus cometários bem pertinentes. Bem-haja, VA
victorangelo a 4 de Janeiro de 2010 às 21:19

Com todo o respeito que me merecem o Dr. Jorge Sampaio e o Eng.º António Guterres, não há sequer comparação possível. Uma coisa é ser-se indicado pela via da política outra é chegar lá com base única e exclusivamente no mérito. Estou em crer que há uns anos largos ninguém fazia ideia de quem era o Vítor. Hoje o país ufana-se de ter alguém com o seu perfil em tão nobre lugar e de repente acordou para o seu nome.

Por isso é que o seu percurso é tão delicioso e um exemplo a seguir. Não há comparação possível volto a dizê-lo nem no caminho trilhado nem na actividade desenvolvida.

:)

Susana Pedro
Susana Pedro a 5 de Janeiro de 2010 às 12:07

Adorei a sua tenda Primo!!!
e sabendo as suas origens, de onde veio e para onde vai, o primo sim, era merecedor de um palácio. mas ao saber que se contenta e encontra felicidade numa pequena tenda, aí sim, merece o mundo!

um beijo nosso, Sónia e Sara
Sónia Angelo a 5 de Janeiro de 2010 às 15:55

Obrigada por partilhar connosco as fotos do "palácio". Acho o cantinho uma coisa extraordinária, deve permitir concursos de pontaria, e muito treino para as análises de urina tipo II :-)
Gi a 5 de Janeiro de 2010 às 19:21

twitter
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO