Portugal é grande quando abre horizontes

05
Out 08

Dia 5 de Outubro, Dia da República, e' sempre um dia especial para Portugal.

 

Hoje, o Presidente falou sobre a crise, num discurso sereno e lúcido, chamando-lhe " tempos difíceis ".

 

São, de facto, tempos de grande pobreza para muitos dos portugueses. Pobreza económica, primeiro, e de carência social, em seguida, que os serviços públicos tratam o Ze' como quem trata um mero número. 

 

Falou o Presidente da cegueira dos políticos que não querem ver as dificuldades. Que as negam.

 

E' verdade. Em muitos casos, e' a atitude de quem vem de cima e trata os outros como meros subalternos, pobres diabos invisíveis. Há uma cultura de classe em Portugal, que também penetrou as veias da classe política, que leva a ver muitos dos cidadãos como seres de qualidade inferior.

 

Talvez essa atitude venha dos tempos da Monarquia.

publicado por victorangelo às 22:42

A decisão do PSD de considerar Santana Lopes como candidato 'a Câmara de Lisboa e' coerente com a rota que o Partido tem vindo a seguir.

 

Depois de ter eleito uma senhora que representa bem o passado, cabe agora escolher um senhor que não e' mais do que um dos nossos desastres históricos enquanto governante. Pedro e' um homem de outrora, improvisador e imprevisto.

 

Todos se lembrarão da sua actuação atabalhoada de aprendiz de Primeiro-Ministro, a começar pela desastrada tomada de posse, ate' ao acto final de ser convidado a ir dar uma volta.

 

Com um PSD assim, o Governo fica mais descansado.

 

publicado por victorangelo às 22:30

twitter
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15

21
23



subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO