Portugal é grande quando abre horizontes

29
Mar 09

 

O recém-eleito presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público reconheceu que existem pressões políticas sobre a magistratura. No Público de 28 de Março afirma que..."as pressões sobre os magistrados estão a atingir níveis incomportáveis".

 

Referiu-se também às recentes medidas legislativas do governo. Disse que são "constrangimentos ao funcionamento da justiça". Propositados ou por incompetência, não esclareceu. E que o novo Estatuto do Ministério Público "é restritivo da independência" dos magistrados. Ou seja, tenta instrumentalizar, para fins políticos, diria eu, esta componente fundamental do sistema de justiça.

 

Tudo isto é muito sério. Preocupante. De arrepiar. Inadmissível num país democrático.

 

Tenho a certeza que o Ministro da Justiça se sentirá na obrigação de vir à praça explicar de sua justiça. Não pode fingir que não é nada com ele. O silêncio, neste caso, será muito comprometedor.

 

 

 

 

 

 

publicado por victorangelo às 23:46

 

Foto Copyright V. Ângelo

 

Olhar para o Infinito e ver todo um futuro por explorar. Da mesma maneira que os nossos antepassados olharam para o mar imenso que se abria à sua frente. E não tiveram medo, nem se refugiaram nos obscurantismos religiosos.
 

Descortinar novos desafios, destinos por explorar, com uma confiança absoluta na capacidade de encontrar respostas para as grandes interrogações de sempre. Essa é a maneira progressista de encarar o dia de amanhã.

publicado por victorangelo às 11:19

twitter
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO