Portugal é grande quando abre horizontes

12
Abr 09

 

 

 

Fotos Copyright  V. Ângelo

 

Na minha rua do Norte, as cerejeiras do Japão estão em flor, nesta Páscoa. As árvores dão-nos um sentido de beleza e de tranquilidade.

 

Existe, por outro lado, à volta destas árvores, toda uma vida comunitária dos moradores da rua. Organizam-se para proteger as cerejeiras, velar pela sua poda a tempo e horas, assegurar que as árvores doentes são substituídas sem demoras por novas plantas.

 

A vida comunitária, mesmo numa grande cidade, é uma componente importante da cultura cívica. É aquilo a que os economistas chamam o capital social de um país. Mas que não é mais do que saber viver em sociedade.

publicado por victorangelo às 20:06

 

Um Domingo de Páscoa que tenha com pano de fundo o  que se diz em Portugal sobre a política -- parece que as mini-saias são o grande tema de reflexão nacional, neste momento, num país após Faro --, sobre a crise e também sobre a Europa, tem que ser sem dúvida um dia cinzento.

 

 

publicado por victorangelo às 09:08

twitter
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

15




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO