Portugal é grande quando abre horizontes

22
Abr 09

 

Foto Copyright V. Ângelo

 

Tendo em conta o impasse na Assembleia da República, com cada partido a propor um nome, sem qualquer diálogo ou entendimento, e tendo também presente o estado da Justiça no nosso país, aqui vai a única proposta viável. Este candidato, que passa o tempo com as mãos na cabeça, que a confusão e a ineficiência do sector são fontes de grandes dores de cabeça, tem além disso a vantagem de ter olhos grandes, o que permitirá uma melhor visão da corrupção que se pratica no seio da classe política.

 

Espero que os meus leitores votem, na proporção dos dois terços exigidos, neste candidato.

 

É verdade que é de madeira, com pouca capacidade de reacção, mas a experiência mostrou que pouco ou nada se deve esperar do Provedor de Justiça em Portugal.

 

 

publicado por victorangelo às 21:36

twitter
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

15




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO