Portugal é grande quando abre horizontes

25
Jul 09

 

O período de campanha vai ser bem mauzinho. Como quer o PS quer o PSD têm a possibilidade de ganhar as eleições, a luta vai ser renhida. Mas à volta de personalidades, de trivialidades e de coisas feias. Receio que a credibilidade dos políticos, que anda já pelas ruas da desgraça, ainda venha sofrer mais uns golpes baixos e para baixo.

 

E como estamos em plena crise económica, receio igualmente que as medidas que venham a ser propostas tenham apenas um carácter paliativo, conjuntural e eleitoralista. Ou seja, as grandes questões estruturais, os grandes desafios que o futuro de todos nós levanta, ficarão por equacionar uma vez mais. Continuaremos a saltitar de subsídio em subsídio, de aspirina em aspirina, sem ir ao fundo das questões.

 

Continuaremos também a confundir intervenção do Estado com políticas de Esquerda. A verdadeira Esquerda é a que se bate pela justiça social e pela igualdade de oportunidades, num quadro responsável de disciplina democrática e de empenho e trabalho a sério.

publicado por victorangelo às 21:00

twitter
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



30


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO