Portugal é grande quando abre horizontes

03
Ago 09

 

Copyright V. Ângelo

 

De regresso ao centro de África, trouxe comigo as cores das árvores da minha rua de Lisboa. Para que nos lembremos que as árvores fazem parte das nossas vidas. São fontes de muita coisa, incluindo de beleza e tranquilidade. Os tons de verde fazem bem à alma que viaja pelos cantos escuros e claros da vida.

 

No Sahel, é a estação das chuvas. Até finais de Setembro. As Nações Unidas no Leste do Chade vão plantar algumas centenas de árvores, para que a mensagem também tenha que ver com a natureza, com uma visão do futuro, um preparar a terra para as novas geraçôes.

 

 

publicado por victorangelo às 22:39

 

 

Certos grupos de pressão, bem como os media influentes na cena internacional e alguns políticos de calibre grande, estão a tentar convencer-nos que a crise da economia e das finanças está a passar. Que já se vê uma luz, mesmo se é muito ténue, no fundo do túnel que tem sido este descalabro da economia capitalista altamente virtual. Uma economia e sociedades construídas com base no consumo desenfreado, o que é simplesmente insustentável.

 

É como se as andorinhas de Agosto anunciassem a Primavera económica. Como quem quer ver os cidadãos ir de férias sem grandes preocupações. Um incentivo a uma atitude positiva, que sempre trará algum apoio político e eleitoral, uns resultados de sondagens mais animadores para os dirigentes. Para que os senhores do poder possam passear na praia um pouco mais descansados. Com níveis de stress mais aceitáveis.

 

Tudo isto é muito ilusório. A crise tem dimensões estruturais que ainda estão por tratar. Não é prudente esquecer essa verdade.

 

 

publicado por victorangelo às 14:18

twitter
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11

19




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO