Portugal é grande quando abre horizontes

05
Dez 09

 

Nos comentários ao blog de ontem aparecem temas importante. As relações da China com a África e a necessidade de informar os jovens portugueses sobre as questões com que se debatem os povos africanos são dois desses temas.

 

Num dos próximos textos para a Visão irei escrever sobre a China e a maneira como está a ganhar espaço em África. Para já, queria apenas mencionar que a diplomacia chinesa é das mais bem preparadas, nos tempos de hoje. Sabem fazer, estão motivados para o fazer, têm recursos humanos e materiais e embaixadas em toda parte. Excepto nos países, que são poucos, que tiveram a má ideia de reconhecer Taiwan. Uma vez que isso acontece, a China retira-se de imediato. Fecha a sua embaixada, termina as relações diplomáticas, interrompe os projectos em curso. Assim aconteceu com São Tomé e Príncipe.

 

Os jovens portugueses gostariam de saber mais sobre África. Muitos são filhos ou netos de gente retornada, alguns têm mesmo as suas raízes ancestrais no Continente. Há desconhecimento, o que leva a percepções negativas. Em África estão a acontecer transformações positivas, em pelo menos metade dos países. Além disso, para muitos jovens, África pode representar uma grande oportunidade de começo de uma vida mais internacional. A esse título, é bom lembrar que hoje é o Dia Internacional do Voluntariado. O Programa de Voluntários da ONU, baseado em Bonn, é uma janela que se pode abrir para os jovens portugueses que queiram tentar uma experiência profissional em África, ou mesmo, noutras partes do mundo. Basta ter um diploma universitário, um pouco de experiência, não é preciso muita, e vontade de sair para além das nossas limitações nacionais. Vale a pena pensar nessa hipótese.

publicado por victorangelo às 22:12

twitter
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

16




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO