Portugal é grande quando abre horizontes

25
Dez 09

 

Copyright V. Ângelo

 

Não posso deixar, no dia de Natal, de trazer uma cor diferente. Um sorriso, vários sorrisos, que nos lembram o calor doutros povos, gente de bem e com um coração igual ao nosso.

 

É preciso ir para além do habitual, pensar em termos mais vastos, que o mundo não termina ao virar da nossa esquina.

 

Estas mulheres são Darfuris, refugiadas do outro lado da fronteira e da vida, a viver em campos de gente sem meios. Mas são pessoas com muita luz, coragem e um grande sentido de humanidade. Falam devagar, com a profundidade dos que já passaram por muitos desaires, com a sabedoria de quem sabe que a única coisa que não convém perder é a dignidade e o respeito por si próprio.

publicado por victorangelo às 21:17

twitter
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

16




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO