Portugal é grande quando abre horizontes

17
Mai 10

Quantos portugueses terão pensado no que faz o Centro Ismaelita, ali mesmo ao lado da Loja do Cidadão, nas Laranjeiras, em S. Domingos de Benfica? Quantos terão imaginado a beleza do recinto, o bom gosto das instalações, a funcionalidade das salas de reuniões, o tipo de cursos de formação, as iniciativas, as actividades humanitárias que aí decorrem?

 

A Comunidade Aga Khan de Portugal é composta por gente muito comprometida com projectos sociais, com obras que visam o desenvolvimento humano. São portugueses, diferentes de nós, na cor da pele, na origem étnica, mas que muito contribuem, sem grande ruído, para uma sociedade mais harmoniosa e uma visão humanista das relações entre gentes de culturas diferentes.

 

Há muitos anos tive um primeiro encontro com representantes da Fundação Aga Khan, foi na África Oriental, vi o que faziam ao nível da educação e dos cuidados primários de saúde num contexto africano. Um dos meus grandes amigos data dessa época. Hoje, ao visitar o Centro de Lisboa, lembrei-me do Karim, da elegância que punha em tudo em que se empenhava, da vida ascética que vivia, para que o contraste entre o seu nível de vida e o das populações locais fosse o mais esbatido possível.

 

Faz pensar.

 

publicado por victorangelo às 22:03

twitter
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

22




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO