Portugal é grande quando abre horizontes

06
Jul 10

A Rainha Isabel II discursou hoje perante a Assembleia Geral da ONU.

 

A última vez que o fizera fora há 53 anos. Nessa altura, falou durante cerca de 60 segundos ou pouco mais.

 

O discurso de agora, com toda a experiência política acumulada em tão longas décadas, durou  mais de dois minutos, quase três. A verdade e' que foi um discurso equilibrado, que reconheceu o papel de liderança das Nações Unidas em matéria de segurança, paz e de luta contra a pobreza. E foi um exemplo de como é possível ser-se breve e, ao mesmo tempo, incisivo.

 

Não e' preciso falar pelos cotovelos e com ódios e raivas, para marcar pontos. Antes pelo contrário.

publicado por victorangelo às 23:19

twitter
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

17




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO