Portugal é grande quando abre horizontes

27
Out 10

Em matéria de negociações, é fundamental conhecer-se os interesses de ambas as partes. Nenhuma das partes está na negociação para fazer um jeito à outra. Está por pensar que os seus interesses serão melhor servidos se houver um acordo. A falta de um entendimento traria, a essa parte, na sua maneira de ver, um prejuízo maior.

 

Também surgem situações em que se vai para a negociação para fingir que existe boa vontade. Para depois se poder dizer que não houve acordo, por culpa da outra parte.

 

No caso do orçamento de Estado para 2011, que interesses trouxeram o PS e o PSD para a mesa das negociações? O interesse superior do país, alguém acredita nisso? Que pode, cada um destes dois partidos, ganhar com um acordo ou com uma ruptura?

 

Matéria a seguir.

 

Entretanto, enquanto o pau vai e vem, perde a economia e sofrem os cidadãos.

publicado por victorangelo às 20:49

twitter
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



25



subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO