Portugal é grande quando abre horizontes

05
Jan 11

Hoje foi o dia em que um atum foi vendido na lota de Tóquio por quase 300 mil Euros. O valor faz pensar na complexidade da cadeia comercial, e na logística altamente eficiente e custosa, que existe entre o momento da captura e o consumo de um pequeno pedaço do peixe, num dos restaurantes mais caros da capital japonesa.

 

Mas o maior problema é que, com preços assim, torna-se impossível proteger eficazmente uma espécie que está fortemente ameaçada.

 

Numa outra escala de valores, é o que se passa com o sector da pesca na UE. As quotas de pescado são decididas com base em critérios políticos, sem qualquer relação efectiva com a sobrevivência das espécies. Só que muita da nossa pesca é meramente artesanal. Não tem a sofisticação que colocou o dito atum em Tóquio, esta manhã, umas horas apenas depois de ter sido pescado, no outro lado do mundo.

 



publicado por victorangelo às 20:53

twitter
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

19




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO