Portugal é grande quando abre horizontes

06
Jan 11

Certos governos europeus andam distraídos, quando se trata das nomeações e do estabelecimento do serviço diplomático comum. A Baronesa, a chefe do serviço, tem colocado nos postos de importância gente do Reino Unido ou dos países nórdicos. À farta.

 

Os britânicos ficaram à frente das direcções Ásia, África, África Oriental e Oceano Índico, da Prevenção de Conflitos e da Política de Segurança, bem como dos Recursos Humanos. Outras áreas importantes, como a da Inteligência e a presidência do Comité Político e de Segurança, foram entregues aos escandinavos.

 

O pessoal do Sul da Europa - Itália, Espanha, Portugal, etc - levou zero. Mesmo a França viu a maior parte dos seus candidatos serem recusados.

 

O mais estranho é que ninguém fala disto. Será que a Baronesa mete medo?

publicado por victorangelo às 21:41

twitter
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

19




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO