Portugal é grande quando abre horizontes

04
Fev 11

A Cimeira da União Europeia, que hoje teve lugar em Bruxelas, veio reforçar, mais uma vez, o processo intergovernamental. Ou seja, um processo em que as propostas são preparadas por um par de Estados membros, países pesos pesados, e são depois aprovadas nas reuniões de chefes de Estado e de Governo.

 

A Comissão só aparece no fim, para receber a ordem de execução. Há, por parte da Alemanha, em especial, uma vontade deliberada de retirar autoridade à Comissão. A começar pelo poder do Presidente, que, segundo parece, está a ficar cada vez mais frustrado.

 

Pouco a pouco, e agora de um modo mais acelerado, com as novas propostas de harmonização macroeconómica que a Alemanha e a Franca colocaram em cima da mesa, os grandes países têm recuperado a liderança do projecto comunitário. 

publicado por victorangelo às 21:01

twitter
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



28


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO