Portugal é grande quando abre horizontes

04
Mai 11

 

Copyright V. Ângelo

 

 

Os comentários na imprensa internacional sobre as medidas de austeridade sublinham as dificuldades adicionais que a população portuguesa vai ter que enfrentar nos próximos anos. Serão mais impostos, mais taxas de vários tipos, serviços públicos mais caros e de menor qualidade, instituições de importância crítica sem dinheiro para o funcionamento corrente. Ou seja, um quadro geral muito doloroso, num fundo de pobreza e de vistas curtas. E, para mais, sem perspectivas de crescimento económico no curto e médio prazo.

 

Mas o mais interessante, que não foi referido pela comunicação social estrangeira, é o facto do cidadão português médio parecer estar resignado.  Ou estarei errado na minha apreciação do estado de espírito de muitos de nós?

 

publicado por victorangelo às 21:35

twitter
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO