Portugal é grande quando abre horizontes

11
Jul 11

A crise fiscal de certos países da União Europeia e a pressão sobre o Euro entraram hoje num novo patamar, bem mais complexo.

 

Se a Itália não conseguir conter a tendência para o enfraquecimento dos seus principais bancos e a perda de confiança nas suas finanças públicas, os riscos de uma derrapagem mais generalizada, abrangendo vários países europeus, serão muito elevados. Estamos, na realidade, na trajectória de uma tempestade perfeita.

 

Se a tempestade vier a acontecer, assistiremos a uma série de ajustamentos incontroláveis, que terão custos económicos e sociais muito elevados. E quais serão os custos políticos? 

publicado por victorangelo às 22:44

twitter
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO