Portugal é grande quando abre horizontes

14
Jul 11

A capital é a vitrina de um país. Muitos estados, mesmo os mais pobres, procuram dar uma imagem enobrecida de si próprios através de um investimento na renovação e embelezamento da cidade que lhes serve de capital política e económica. Tantas vezes, a imagem de um país é apenas o resultado de uma visita rápida à urbe principal. Dizemos, depois, que o país parece funcionar bem e é agradável simplesmente porque a capital nos pareceu assim.

 

É, por isso, importante ter uma boa sala de visitas. É a reputação nacional que está em causa. 

 

O município de Lisboa não entende esta maneira de ver as coisas. A cidade parece ser gerida por uma turma de incompetentes, apoiada por um governo de indiferentes e despreocupados.

 

O meu texto da Visão debruça-se, hoje, sobre esta questão. Está disponível no sítio:

 

 

 

http://aeiou.visao.pt/baku-bruxelas-lisboa=f612655

publicado por victorangelo às 18:10

twitter
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO