Portugal é grande quando abre horizontes

16
Out 11

Não teria sido possível pagar os subsídios de férias e de Natal do próximo ano com títulos do tesouro ao portador, por isso, negociáveis, a redimir dentro de cinco a seis anos?

 

Esta opção teria um impacto menor sobre as famílias e, ao mesmo tempo, aliviava as despesas públicasem 2012. Quem estivesse muito apertado de finanças poderia vender esses papéis no mercado secundário.

 

Será que terá sido equacionada?

publicado por victorangelo às 10:08

twitter
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO