Portugal é grande quando abre horizontes

04
Nov 11

A decisão do PS de se abster na votação do Orçamento Geral do Estado 2012 merece aplauso. É uma tomada de posição responsável, numa altura muito grave para Portugal.

 

Já a entrevista que o Capitão de Abril, Cor. Vasco Lourenço, deu hoje à Antena 1 revela um coração generoso e uma mente confusa. Por exemplo, essa de achar que os militares têm legitimidade para decidir o que é o interesse nacional e, depois, intervir de forma não constitucional na alteração do regime político, que mais é, se não pura falta de compreensão das circunstâncias do Portugal de agora.

 

O Coronel precisa de frequentar um curso acelerado respeitante à subordinação da instituição militar ao poder democrático, civil e legitimamente eleito.

publicado por victorangelo às 22:27

twitter
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


23

30


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO