Portugal é grande quando abre horizontes

09
Dez 11

A cimeira europeia mostrou que a ideia da união ainda não está morta, antes pelo contrário. A determinação e o pragmatismo de Angela Merkel foram essenciais para fazer avançar a agenda comum. A resposta dos estados membros foi positiva. Houve realismo e um grande sentido das responsabilidades.

 

É pena que o Reino Unido continue a desempenhar um papel obstrutivo. Ao fim e ao cabo, serão os britânicos que acabarão por perder, se prosseguirem nessa via.

 

Estou convencido que David Cameron abriu, com o seu veto, uma caixa de Pandora, na cena política interna da Grã-Bretanha. 

publicado por victorangelo às 20:48

twitter
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO