Portugal é grande quando abre horizontes

13
Dez 11

Vir a Portugal de carro, para um turista estrangeiro, tem logo à partida a questão da distância. É um sério desincentivo. O nosso país fica longe dos principais mercados de turismo por via rodoviária.  

 

Agora, há mais. Com as portagens electrónicas, surge um novo obstáculo. Quem entrar por Vilar Formoso, ou pela Via do Infante, terá que pagar 20 euros para adquirir uma vinheta válida por 3 dias. Ou seja, pagará uma taxa bem cara. Na Suíça paga-se 35 Euros por 12 meses. 

 

Outra hipótese, inventada pela Via Verde, é o sistema Visitor. O aluguer do aparelho é de 6 euros na primeira semana, mais 1,5 euros por cada semana seguinte. Mais as portagens, claro. Ter-se-á, ainda, que pagar uma caução de 27,50 euros, à cabeça, o que não faz sentido, pois o aparelho está caucionado pelo cartão de crédito do utente. 

 

Muitos desistirão de entrar em território nacional. A economia do turismo sairá a perder. 

 

Não haverá ninguém, no governo, que pense nestas coisas um pouco mais a sério?

publicado por victorangelo às 21:05

twitter
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO