Portugal é grande quando abre horizontes

17
Dez 11

Esta manhã, preparava-me eu para atravessar o boulevard Lambermont, em Bruxelas, quando sou abordado por duas mulheres. Uma na casa do virar dos trinta para os quarenta, a outra bem mais jovem , provavelmente filha da primeira, talvez não, mas com cerca de vinte deles. Num francês claro, mas obviamente estrangeiro, perguntam-me como chegar a um centro comercial aqui da zona. Tinham um papel com tudo bem indicado, uma anotação feita com o cuidado de quem não gosta de andar perdido.

 

Ao explicar-lhes como fazer, percebi que eram portuguesas. E que a mais nova havia chegado recentemente, uma presença mais na emigração lusa nesta terra. Gente do Porto, cheia de vida e prontas para o que der e vier. A jovem tinha uma entrevista no salão de cabeleireiro, no centro comercial. Um possibilidade de emprego. Que não teria tido em Portugal. Se for aceite, poderá contar com 1200 euros limpos por mês, mais as gratificações. 

publicado por victorangelo às 21:33

twitter
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO