Portugal é grande quando abre horizontes

30
Dez 11

A França exportou, este ano, mais de 10 mil milhões de euros em vinhos, champagne e cognac. Uma parte importante desse valor foi exportado para Singapura, mais de 500 milhões, e um montante equivalente, para a China. Este ramo do comércio externo francês tem um peso significativo na criação de riqueza.

 

Veio-me isto à lembrança na altura em que o Ministro Portas se prepara, a 4 de Janeiro, para falar aos embaixadores portugueses de diplomacia económica, a paixão que está na moda, nos círculos mais arejados dos nossos especialistas em relações internacionais.

 

A verdade é que Portugal poderia exportar muito mais vinho, que o temos de muito alta qualidade, incluindo para Singapura. Mas é preciso um pequeno investimento: realizar amostras, exposições dos nossos melhores produtos. Quando se fala disso, dizem, nomeadamente os senhores do Comércio Externo de Portugal, AICEP, que não há dinheiro para essas coisas.

 

Se o não há, nem vale a pena estar a maçar os embaixadores com o palavreado da diplomacia económica. Sirvam-se umas azeitonas miudinhas e está tudo dito.

publicado por victorangelo às 20:07

twitter
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO