Portugal é grande quando abre horizontes

12
Mar 12

Depois de três dias no interior do Camboja, na zona fronteiriça do Norte, com a Tailândia e no Centro-Leste, não muito longe da porta de entrada que leva à antiga cidade de Saigão, no Vietname, voltei hoje à tarde a Phnom Penh. A província cambojiana, nas regiões pouco visitadas pelos turistas, necessita de uma grande capacidade de adaptação, para quem vem da Europa. A comida é muito diferente, sem contar com todas as espécies de insectos passados pelas brasas e prontos a comer, acompanhados por uma cerveja com muito gelo, a única maneira, nalguns sítios, de a ter bem fria, as condições de vida são espartanas, a higiene é rudimentar. Mas as pessoas são muito acolhedoras. Ao calor ambiente junta-se o calor humano.

 

 

publicado por victorangelo às 10:19
tags:

twitter
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO