Portugal é grande quando abre horizontes

17
Abr 12

Novamente de viagem, nem sei bem onde. Desde Domingo à noite, tem sido um sem-parar. Hoje, numa reunião com um antigo comandante da polícia da Noruega, falámos do lunático assassino que está a ser julgado em Oslo. Disse-me que o monstro esteve a menos de trinta segundos de ser abatido pela polícia, naquele dia fatídico de Julho do ano passado. Se tivesse demorado uns segundos mais a levantar os braços, teria recebido uma bala na cabeça.

 

O meu interlocutor acrescentou que o caso teria ficado arrumado por menos de um euro. Mas, como se rendeu e as ordens eram para que fosse capturado vivo, se possível, está agora a custar aos contribuintes noruegueses milhões de euros.

 

Assim funciona um estado de direito. A necessidade de salvaguardar a vida humana, mais as necessidades da investigação e a administração da justiça, tudo isto custa muito dinheiro num estado democrático. Tudo isto pesa muito, mesmo num país rico, como a Noruega. Mas é apesar de tudo, a solução que se recomenda.

publicado por victorangelo às 21:47

twitter
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO