Portugal é grande quando abre horizontes

30
Set 12

A democracia representativa, parlamentar, precisa de ser isso mesmo, representativa. Um parlamento de autómatos a reagir às cegas às directrizes vindas das cúpulas partidárias põe a democracia em perigo. Por outro lado, as manifestações de rua, muito importantes num regime democrático, são uma maneira de demonstrar o desagrado dos que nelas participam e de outros segmentos de opinião afins. Não podem, no entanto, substituir-se à legitimidade democrática que resulta das eleições. Não estamos numa época pré-revolucionaria. Mas convém estar atento e saber ler o que a rua nos diz. 

 

 

publicado por victorangelo às 22:05

twitter
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO