Portugal é grande quando abre horizontes

20
Dez 12

A notícia dos meios de comunicação social de hoje à tarde sobre a decisão do governo de não aprovar a venda da TAP ao único interessado não faz sentido. O Conselho de Ministros não pode ter chumbado o negócio por uma questão técnica, como a falta de uma garantia bancária. Estes assuntos seguem um processo estrito, que os técnicos normalmente respeitam. A minha experiência diz-me que estas coisas são de tal modo sérias que só sobem à reunião do Conselho se o dossier estiver completo. Não posso acreditar que a comissão que preparou a pasta a tenha enviado para decisão sem que a papelada estivesse toda tratada. O papel do Conselho de Ministros é, então, o de tomar uma posição política final sobre a matéria. Deve ter havido outra razão. 

publicado por victorangelo às 21:20

 

O texto que hoje publico na Visão é uma contribuição para um balanço das Primaveras Árabes. Está disponível no sítio aqui indicado:  

http://tinyurl.com/d3ozbm8

 

 

publicado por victorangelo às 21:01

twitter
Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


23



subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO