Portugal é grande quando abre horizontes

30
Jan 13

Creio que já o escrevi nestas páginas, há muito tempo, que em matéria de liderança política, quando há uma competição entre dois contendores fortes, o que pestaneja e mostra uma ponta de hesitação perde a disputa. E pode mesmo perder a imagem que conta, que é a que revela se está à altura do embate e pronto para ganhar. Que nestas coisas, só se lá vai para ganhar. Quando se perde, e o prémio que estava em disputa era grande, perde-se de vez. Sim, porque mais tarde haverá sempre quem venha lembrar que esse candidato que pestanejou e teve medo de ir até ao fim não tem, lá bem no fundo, estofo de campeão. Sem esquecer que a oportunidade de hoje pode não se repetir amanhã, que isto do futuro é muito incerto.  

publicado por victorangelo às 21:22

twitter
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO