Portugal é grande quando abre horizontes

31
Mar 13

Domingo de Páscoa. A minha rua está vazia. Como se tratava de um fim-de-semana prolongado, os vizinhos saíram da cidade. Fico uma vez mais com a impressão que nesta rua não há crise. Há, isso sim, um grande interesse pelos dias feriados. Como se a vida quotidiana fosse um mero compasso de espera, entre períodos de lazer. Nisto, a Europa é muito diferente dos Estados Unidos, para já não falar da China. Na América há menos feriados, férias anuais mais curtas, menos pontes.

 

 E existe também uma outra grande diferença: neste país onde me encontro, quem chega aos 65 anos é obrigado a parar e a ir para a reforma. Não pode, excepto em casos muito excepcionais, continuar a exercer uma actividade laboral remunerada. Nos Estados Unidos, é frequente ver pessoas de idade avançada ainda a trabalhar. O sistema de reformas não é tão generoso como o europeu.

 

Afinal, o “mundo global desenvolvido” tem muitas disparidades. O que nos parece ser a verdade absoluta é visto por outros de um modo bem diferente. É bom pensar nisso.

 

 

publicado por victorangelo às 20:48

twitter
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
16





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO