Portugal é grande quando abre horizontes

28
Mai 13

Londres e Nova Iorque são cidades globais. Caminhar nas suas ruas permite encontrar gentes vindas dos cantos mais diversos do mundo. São, para um cidadão sem fronteiras, as cidades ideais para viver.

 

Bruxelas é uma cidade mista, europeia e de gentes dos arredores da Europa, do Norte de África à Turquia. Não é a mesma coisa que ser uma cidade universal. Mas é mesmo assim uma aglomeração-mosaico.

 

Ainda hoje, quando viajei de eléctrico do distrito europeu em direcção à minha casa – que se situa num bairro tipicamente belga – entretive-me a escrutinar a paisagem humana que me servia de companhia na carruagem. Havia de tudo, uns mais velhos, outros muito jovens. Cada um metido consigo próprio, alheio à diversidade étnica que convida à tolerância e à abertura de espírito.

 

 

 

 

 

publicado por victorangelo às 20:34

twitter
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21



subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO