Portugal é grande quando abre horizontes

08
Jun 13

De manhã fui ao Luxemburgo, como era Sábado, o trajecto de carro a partir de Bruxelas demorou duas horas e um quarto, ou seja, meia hora menos que durante os dias da semana chamados “úteis”, voltei à tarde, depois de ter assistido à reunião anual da associação europeia dos funcionários internacionais.

 

A assembleia atraiu muita gente, o que me parece indicativo da atenção que os associados estão a dar a uma realidade europeia que é instável e imprevisível. A crise económica e a falta de resposta adequada por parte dos dirigentes políticos deixam muita gente perplexa e insegura. A impressão que existe é que a procissão só agora saiu do adro. Ainda terá que dar a volta por muitas capelinhas, por essa Europa fora.

 

Durante a discussão, houve uma confissão curiosa, feita por alguém que tem estado dentro das negociações preparatórias do próximo G20, que terá lugar em São Petersburgo, na Rússia, em inícios de Setembro. Como quem não quer a coisa, deixou entender que a Administração Obama está a fazer uma pressão enorme sobre os europeus, para que haja um alinhamento total com a posição americana em certas matérias que contam na agenda internacional do momento. Só espero que essa pressão seja também no sentido do reforço da coesão europeia. Talvez…

publicado por victorangelo às 20:08

twitter
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


26



subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO