Portugal é grande quando abre horizontes

02
Jul 13

Paulo Portas gosta do poder, não de Portugal. Ao tirar as castanhas do lume, o objectivo foi o de as não deixar queimar, para estar em condições de voltar ao poder depois da rentrée, em coligação, dessa vez, com o PS.

 

É tudo uma questão de táctica.

 

Quanto ao resto, os portugueses que paguem as favas. 

publicado por victorangelo às 23:24

twitter
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO