Portugal é grande quando abre horizontes

04
Jan 14

A minha crítica da realidade política focaliza-se na análise das ideias, dos factos, das consequências e das omissões. Não é inspirada por ódios pessoais, por aversões a tudo o que não pertença à minha esfera ideológica, por sectarismo perante quem não seja do meu partido -- sou, aliás, independente! Quando escrevo sobre o político A ou B, penso acima de tudo no que está a fazer, ou no que deveria estar, nas intenções que revela, na honestidade que o anima --ou não.

 

Aqui há opinião, não há inimizades. Esta é uma das vantagens de estar longe do dia-a-dia da nossa elite. 

publicado por victorangelo às 16:26

twitter
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO