Portugal é grande quando abre horizontes

28
Mai 14

A lei eleitoral, quando não torna o voto obrigatório, acaba por dar uma vantagem objectiva aos partidos mais fanáticos, aos movimentos dos extremos, aos do protesto e do descontentamento radicalizado. Os militantes e simpatizantes desses partidos não ficam em casa. Quem fica para trás são os indecisos, os cidadãos desiludidos com a política, o eleitor do centro, que umas vezes vota socialista, outras vota à direita, e quando está desiludido e apanhado pela crise, não vota pura e simplesmente.

publicado por victorangelo às 21:40

twitter
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


24



subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO