Portugal é grande quando abre horizontes

02
Jun 14

As crises intestinas permitem aos cidadãos perceberem melhor que os nossos principais partidos políticos pouco mais são que ninhos de víboras. Prontas a envenenarem-se entre elas, quando o controlo do poder, no interior do partido, está em jogo. São cobras de pequeno porte, por muito grandes que se achem. Mas aprendi no mato, e tenho andado por muitos matos, que as serpentes de tamanho reduzido são, muitas vezes, as mais venenosas.

publicado por victorangelo às 20:29

twitter
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

27

30


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO