Portugal é grande quando abre horizontes

25
Jun 14

Por razões profissionais, passei o dia a discutir a questão das relações da UE com a Rússia. E a chegar à conclusão que os dirigentes políticos decidem, na grande maioria dos casos, sem ter em conta a opinião dos especialistas. Como também, a concluir que na verdade não há uma estratégia coerente. O que existem são umas opiniões que depois são apresentadas como se fossem objectivos estratégicos. Opiniões bem embaladas num linguajar político que esconde a falta de coerência, de trabalho de casa e de entendimento do que possa estar em jogo, do lado russo.

 

Assim se faz política, nesta área como em muitas outras.  

publicado por victorangelo às 21:24

twitter
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

27

30


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO