Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vistas largas

Crescemos quando abrimos horizontes

Vistas largas

Crescemos quando abrimos horizontes

Conselho de Estado, uma formalidade vazia

O Conselho de Estado é um mero orgão formal, que nada acrescenta de significativo à ordem constitucional existente. Um dia, quando houver condições para um debate a sério sobre uma Constituição virada para o Século XXI, esta terá que ser uma das matérias em cima da mesa. Entretanto, haverá de vez em quando uma reunião do dito Conselho, como a que agora acaba de ter lugar, sem que esses encontros acrescentem o que quer que seja à resolução dos desafios que temos pela frente.

Potencial

Ao ver os campos subaproveitados do interior do país e a fraca iniciativa económica nas localidades de província, fica bem claro que temos enormes potencialidades que não estão a ser aproveitadas. Há muitas hipóteses de crescimento económico. Se agora, com todo este subdesenvolvimento, somos um Portugal remediado, seremos um dia, com uma liderança diferente, mais esclarecida e menos egoísta, um país próspero. É preciso é chamar as coisas pelos nomes, com coragem, e dizer de modo claro, que precisamos de uma revolução das mentalidades, a começar pelas atitudes e valores dos líderes nacionais.

Entrar em Portugal é uma experiência

A primeira paragem, depois da entrada em Portugal, foi na área de serviço do Fundão, na A23, a caminho de Lisboa. Estava quase deserta, fora três rapazolas, espetados no exterior, à entrada da loja. Pelo aspecto, fiquei a pensar que deveriam ser de etnia cigana. Pena.

 

Fui logo abordado, com a insistência que visa intimidar. Queriam que lhes comprasse um dos i-phones, telemóveis de topo, novos em folha mas que visivelmente haviam conhecido uma outra vida, no estabelecimento comercial donde haviam sido muito provavelmente furtados.

 

Um casal belga, no carro que vinha atrás de mim, foi o centro de atenção seguinte. Atemorizados pelos jovens, voltaram de imediato a entrar no seu automóvel e arrancaram a toda a pressa.

 

Tinham tido a sua primeira experiência como turistas em Portugal.

Uma península desigual

Nas inúmeras viagens de cima para baixo e de baixo para cima, sempre passei ao lado de San Sebastian. Pernoitei mesmo, umas duas ou três vezes, nos Pirenéus ou nas terras vizinhas, mas nunca havia estado na grande cidade do País Basco

.

Visitei San Sebastian agora. E digo, de imediato, que vou voltar. É uma cidade linda, com prédios Belle Époque e uma arquitectura excepcional. Tem muita vida, grande variedade de comércios e um passeio à beira-mar que é uma maravilha em termos de gosto e organização.

 

Saí desta breve visita ainda mais convencido que as cidades espanholas e as portuguesas se encontram em dois mundos à parte. Do nosso lado, as urbes são meras aldeias grandes.

 

Temos, também, uma longa história de atraso. Vem de longe.

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

<meta name=

My title page contents

Links

https://victorfreebird.blogspot.com

google35f5d0d6dcc935c4.html

  • Verify a site
  • vistas largas
  • Vistas Largas

www.duniamundo.com

  • Consultoria Victor Angelo

https://victorangeloviews.blogspot.com

@vangelofreebird

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D