Portugal é grande quando abre horizontes

14
Set 14

Uma vez mais se confirma: não gosto nem da maneira de fazer política nem das matreirices de Paulo Portas. Quanto às suas ideias, não é preciso falar. Paulo não tem nada de consistente para apresentar. É tudo teatro e do mau.

 

Só não compreendo os que, no partido, o seguem. Isso era capaz de ser um bom tema para um projecto de investigação em ciência política.

publicado por victorangelo às 20:04

twitter
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

17

23
26
27

28


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO