Portugal é grande quando abre horizontes

06
Abr 15

O Conselho de Segurança das Nações Unidas, que tem o mandato de representar aquela coisa vaga que dá pelo nome de “comunidade internacional”, é mais uma vítima do terrorismo internacional. Por que o digo? Simplesmente porque o Conselho não consegue chegar a acordo e aprovar um plano de acção contra certos grupos violentos, terroristas e absolutamente condenáveis, com destaque especial para os criminosos do Estado Islâmico, da organização somali al-Shabbab e para al-Qaeda. Estas associações de fanáticos continuam a executar inocentes e destabilizar várias regiões do globo. E continuam a mostrar que o Conselho de Segurança não está à altura dos desafios de segurança que existem hoje, em particular os que têm uma importância estratégica de primeira ordem.

Esta constatação levanta uma série de questões sobre o que será o futuro do Conselho de Segurança bem como sobre o caos que existe neste momento no tecido das relações internacionais de segurança.

publicado por victorangelo às 17:08

twitter
Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
16

24
25

28


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO