Portugal é grande quando abre horizontes

11
Jul 15

Quem entra em Espanha por Vila Verde de Ficalho, no Baixo Alentejo, percorre 71 Km em direção a Sevilha e chega à localidade de Aracena, no meio do montado e da serra. Com cerca de 8 mil habitantes, Aracena é sobretudo conhecida pelas grutas espectaculares que se situam no meio da povoação e por ser uma espécie de capital do presunto e dos enchidos de porco da variedade pata preta.

Por aqui ando hoje e amanhã.

E o dinamismo desta pequena terra e a qualidade de vida que se nota deixam-me a pensar, com angústia, nas vilas e cidades do outro lado da fronteira, Serpa e o resto, Beja mesmo, e na distância que as separa. Por aqui vive-se com alegria, há dinheiro para andar às tapas e vestir bem, respira-se modernidade e confiança, apesar do isolamento, de Aracena ser um canto recuado do país.

Num remate rápido, digo que até a polícia municipal parecia melhor equipada e mais amparada do que o que se vê do nosso lado.

Perante isto, lembrei-me mais uma vez do que costumo dizer de vez em quando. Ou seja, que temos que ver as coisas como elas são e puxar mais por nós próprios.

 

publicado por victorangelo às 22:38

twitter
Julho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
13

25

31


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO