Portugal é grande quando abre horizontes

13
Jun 10

A Bélgica voltou a votar hoje. Eleições legislativas antecipadas, tendo como pano de fundo os desentendimentos sobre o estatuto de Bruxelas, dos seus arredores e as diferenças de opinião entre os Flamengos e os Valões. Na realidade, uma crise de fundo, que põe em causa a estrutura do Estado e a unidade do país.

 

O Norte do país, a Flandres, votou por um partido nacionalista flamengo. Para mostrar a importância que dá à identidade flamenga. Um partido que, além de ser nacionalista com laivos muito evidentes de extremismo, é manifestamente de direita. Conservador.

 

O Sul, a Valónia, votou PS. Ou seja, à esquerda.

 

O resultado mostra, mais do que nunca, que a linha de divisão não é apenas linguística. É também uma questão de ideologia.

 

Agora vai ser preciso formar um governo de coligação, que junte os do Norte e os do Sul. Interessante. Vai ser uma lição de equilíbrios e de fragilidades.

 

publicado por victorangelo às 20:55

twitter
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

16




<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO