Portugal é grande quando abre horizontes

17
Ago 10

Nicolas Sarkozy não morre de amores por JM Barroso. Acha que o nosso compatriota tem pouca genica, menos espírito prático e nada de liderança. São opiniões, claro.

 

Nicolas acaba de lhe pregar mais uma partida. No Domingo, dia 15 -- sim, no Domingo, que Nicolas gosta de mostrar que não dorme na formatura, nem trava o seu ímpeto em Agosto -- escreveu ao homem de Bruxelas, a dizer que a Europa deveria fazer mais e melhor, e sem demoras, para responder à grave crise humanitária que se vive -- e de que se morre -- no Paquistão.

 

A carta continha ainda umas farpas relacionadas com a fraca resposta europeia, no caso do Haiti, e com a falta de iniciativa, de ajuda, quando a Rússia se defrontava com os fogos.

 

Mais. Como já mencionei num poste recente, Sarkozy constatava, igualmente, que a Europa ainda não tem uma capacidade adequada de resposta às catástrofes naturais e às urgências humanitárias. Acrescenta que a França vai apresentar um certo número de propostas para que essa capacidade seja estabelecida.

 

A carta fez mossa, em Bruxelas. Imagine-se.

publicado por victorangelo às 21:36

twitter
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO