Portugal é grande quando abre horizontes

20
Nov 10

Agora com as cimeiras, que houve várias, não apenas a da NATO, por detrás das costas, pode-se respirar fundo e ter um Domingo mais descansado.

 

O governo, através do gabinete do Primeiro-Ministro, dos Negócios Estrangeiros,  da Administração Interna, da Defesa, foi exemplar na maneira como organizou todos os aspectos relacionadas com a presença em Lisboa de gente muito poderosa. Tudo isto numa situação de alto risco. As forças de segurança, o protocolo de Estado, os diplomatas, os militares, os profissionais civis que apoiaram os participantes, enfim, todos os que estiverem, de perto e de longe, empenhados nas cimeiras de ontem e hoje, contribuíram para dar uma imagem eficiente e moderna de Portugal.

 

Ainda bem que assim foi. Até deu para esquecer as nossas politiquices quotidianas. Pelo menos, até Segunda-feira. Depois, descemos à terra.

publicado por victorangelo às 19:26

Julgando pelos noticiários internacionais até podia ter sido no Cazaquistão! Estes eventos têm lugar em Portugal para que os ministros e as esposas possam falar aos netos do dia em que jantaram na mesma mesa que Obama. Noventa e muitos por cento da população de Badajoz desconhece o acontecimento.
anónimo a 21 de Novembro de 2010 às 10:33

twitter
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO