Portugal é grande quando abre horizontes

22
Dez 10

Fim de dia de grandes corridas. Com a situação na Costa do Marfim a avançar rapidamente para o abismo. Falei para a Rádio Renascenca sobre o assunto. Muito preocupado. Espero que a entrevista seja escutada por quem tem poder, por quem possa influenciar as decisões que vierem a ser tomadas em Nova Iorque e em Bruxelas.

 

A ofensiva diplomática não está a produzir os resultados esperados. Laurent Gbagbo e os seus apoiantes mais fanáticos estão num contra-relógio para o abismo. Um abismo nacional e um desastre pessoal, pois acabarão mal. Gbagbo vive na ficção de que ganhou as eleições. Os pilares do regime alimentam essa ficção e empurram o ex-presidente para a frente. Para a confrontação. Até a esposa, Madame Gbagbo, o faz, também ela alimenta o fogo e a ilusão.

 

Mais grave é o facto de Gbago e os seus não ouvirem o que dizem os líderes da África Ocidental.

 

Finalmente, não convém deixar que o conflito ganhe contornos de combate entre religiões.

 

 

publicado por victorangelo às 21:51

twitter
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO