Portugal é grande quando abre horizontes

28
Dez 10

Não há nenhuma altura do ano que seja boa para tomar uma decisão sobre a vida. Mas, este período, de Natal e Ano Novo, torna esse género de decisões ainda mais difícil e acrescenta ondas de tristeza a uma situação já por si muito chocante.

 

Uma das minhas amigas mais próximas, da minha geração, está em coma profundo há quase duas semanas. Com várias lesões cerebrais. Estava bem, sem problemas, e agora está assim. O filho, que está a consultar os familiares e os amigos mais chegados, depois de ter ouvido o último relatório médico, vai ter que tomar uma decisão nos dias que se aproximam. 

 

Falei novamente com ele ao fim do dia.

 

Que conselho lhe posso dar?

 

 

publicado por victorangelo às 20:46

Não saberei dar um conselho.
Apenas posso falar de mim. Gostaria de um dia poder "partir" com dignidade. Mas tomar decisões dessas é angustiante.
Gostava de ser útil. Medito...porque afinal o que aconteceu com esta sua amiga, pode acontecer com um de nós e por vezes somos tão intransigentes com a vida.
André a 28 de Dezembro de 2010 às 21:34

Nestas alturas não há conselhos mais ou menos válidos, eu costumo pensar o que gostaria para mim se fosse eu a estar ali deitado na cama, eu gostaria de partir com dignidade e sem estar a obrigar a minha família a sofrer por me ver assim.

Um abraço
Jorge Soares

Jorge Soares a 29 de Dezembro de 2010 às 00:45

twitter
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO