Portugal é grande quando abre horizontes

29
Jun 11

O velho ritual voltou a ser cumprido. Depois de 900 km de estrada, o dia terminou na Adega de Belém, como sempre acontece nestas ocasiões. É a prova dos nove do regresso a Lisboa. 

 

E no primeiro serão não se fala de política.

 

Com um novo governo ainda a dar os primeiros passos, o melhor é, de qualquer modo, esperar um pouco mais, para ver onde param as modas. Para já, seria mera especulação, sem fundamento.

 

Entretanto, a aprovação pelo Parlamento grego de um segundo programa de austeridade foi bem recebida na Europa e muito mal na Grécia. Serve, para já, para permitir emprestar 12 mil milhões de euros adicionais, que deverão satisfazer as necessidades mais urgentes. Mas não vejo como é que o programa possa vir a ser implementado. A sua aprovação, na minha opinião, foi para muitos dos deputados mais um exercício de hipocrisia. Aprova-se, em teoria, diz-se que sim, mas não se executa. 

 

Sou dos que pensam que não lugar na zona euro para a Grécia, a não ser se eles passaram a cumprir o que prometem.

 

Isto de se andar para aí a dizer que a Europa tem que ajudar porque a Grécia foi o bercco da democracia é um argumento que tem a leveza de um velho senhor que nao está a perceber o enredo do filme.

 

publicado por victorangelo às 22:43

twitter
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO