Portugal é grande quando abre horizontes

12
Set 11

O discurso de encerramento do congresso do PS tem uma parágrafo sobre a politica europeia. É um parágrafo fraco, feito de lugares comuns. Pena.

 

O assunto é de uma importância vital para nós e para o futuro do projecto europeu.

 

Quem, no PS, pensa nestas coisas da Europa tem que passar a pensar melhor. Não pode, nomeadamente, cair na esparrela das acusações contra outros dirigentes europeus. Temos que mostrar duas coisas: que sabemos pôr a nossa casa em ordem; e que queremos contribuir para que se encontrem soluções comuns, politicamente viáveis e capazes de restabelecer a confiança nas instituições e nos governos da Europa. 

 

Num momento grave, muito perigoso, para Portugal e para a Europa, é preciso ter os pés bem assentes na terra, com calma, e apresentar propostas positivas. Andar à trela de incendiárias passionárias, de iluminados primários e de tios que já deram o que tinham que dar, não leva a parte alguma.

publicado por victorangelo às 22:15

twitter
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO