Portugal é grande quando abre horizontes

21
Nov 11

O voo da tarde para Bruxelas estava a abarrotar. Os passageiros, no avião belga, eram sobretudo gente estrangeira, que aproveitara um bilhete barato, para vir passar um fim-de-semana ligeiramente prolongado, em Lisboa e arredores. Assim me pareceu. 

 

Entretanto, a crise tem o vento em popa. Os grandes bancos do centro da Europa continuaram, hoje, a perder capital. Fica-se com a impressão que já se esgotou o manancial de ideias novas, em Bruxelas, Paris e Berlim. É como se estivessem todos à espera, para ver onde param as modas.

 

Nos EUA, a situação não será muito diferente. Só que, por lá, vão-se imprimindo uns dólares.

 

Por aqui, não vejo como isso possa ser evitado. Quanto mais cedo se começar a imprimir euros, melhor, assim o creio.

publicado por victorangelo às 20:11

twitter
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


23

30


<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO